sexta-feira, dezembro 29, 2006

Surdas Profundas e Oralistas

foto by SilenceBox

As vagas do mar erguem-se assombrosas, tecendo teias de espuma iradas, sob o olhar negro e diabólico do céu e, em seguida, caem numa queda vertiginosa contra a superfície marítima causando um impacto explosivo. Sou então expelida violentamente, em cambalhotas, para o fundo do mar, sendo o meu corpo sacudido pelas pancadas ensurdecedoras.

Uma vontade de ferro, que há dentro de mim, impulsiona-me a nadar, persistentemente, usando todos os esforços possíveis, para emergir. Ar puro, tão vívido e fresco, envolve-me! Cuspo a água salgada engolida acidentalmente e respiro profundamente.

Relâmpagos rebentam e gritam. São vozes injustas e ácidas, ensopadas de malvadez e ignorância! “Como é possível escreveres tão bem se és surda profunda?”; “Tu não podes ser surda profunda pois falas oralmente, deves ser surda moderada!”; “Tu licenciada? Só deves ter feito exames especiais!”; “Como és surda profunda, a tua língua materna deve ser Língua Gestual!”… Fios de vozes, parecendo intermináveis, enrolam-me dolorosamente. Ainda para dar ênfase a este tormento, como fez o Adamastor destruindo caravelas heróicas dos Descobrimentos, atiram ondas eléctricas provocando um caos desumano ao oceano.

Incho de fúria e de indignação até ao limite, dando braçadas e gritando:
- Parem de me atormentar! O próprio Deus sabe que escrevo bem. Tenho relatórios que comprovam o grau profundo da minha surdez! Segui o Ensino Normal com sucesso, fiz testes e exames idênticos aos ouvintes e, inclusive, exames nacionais para a admissão Universitária! A minha língua materna é a Língua Portuguesa! Estão entendidos, relâmpagos?!

Em resposta, o mar ronca ironicamente - Não pode ser! Não é possível! - , ruge gargalhando ondas! Mais uma vez, sou atirada para o fundo abismal.

Neste preciso momento, em que as luzes tempestivas iluminam a escuridão, detecto uma silhueta esguia a furar o mar, formando uma coluna atrás de si. Dirige-se na minha direcção. Uma mão delicada e grande estende-me, agarro-a e sinto um forte puxão que me conduz para o exterior.

Novamente um jacto de água sai da minha boca, tusso para poder respirar. Pestanejo várias vezes para dispersar a névoa que cobria a minha visão. Aos poucos, em câmara lenta, surge um rosto feminino, emoldurado pelos cabelos castanhos, compridos e lisos, com um par de olhos castanhos cintilantes. Que pupilas tão intensas e profundas! Sei imediatamente o que vê e como escuta. Toco na sua bochecha rosada com a minha mão direita, invade-me logo uma sensação protectora e cândida. Sinto, sob os meus dedos, a dimensão do seu Ser, a riqueza do seu Eu, a sua Existência completa… Está dito, visto e inteiramente compreendido. O nosso silêncio comum.

- Tu… também?! - Interrogo oralmente. Uma pergunta curta mas carregada de significado que diz tudo.

As portas da sua mente abrem-se, par a par, e o seu interior faz-me voar como Peter Pan. Visualizo estrelas mágicas que são palavras silenciosas da sua Essência, um círculo de ilhas férteis que são momentos por que enfrentou e sentiu, o rio de Vida transparente e enriquecido que saiu ileso de obstáculos. Após uma viagem em telepatia, aterro-me na realidade.

Ela pronuncia, aquiescendo, oralmente:
- Sim, eu também…

Uma surda profunda como eu! O mesmo código, a mesma comunicação. Uma oralista como eu! Até a educação e a integração são semelhantes. Possui uma cultura tão vasta e rica quanto a minha.

A luz e a força entrelaçam-nos fortemente e juntas rodopiamos até ficarmos suspensas em cima do mar. A agitação da maré começa então a serenar e o Sol, com o seu sopro quente, varre as crueldades da tempestade. Uma brisa sussurrante e reconfortante afaga os nossos rostos molhados e aquece os nossos corações. Acreditamos uma na outra. Somos a mais pura veracidade, somos surdas profundas e oralistas.

Como reflexo da magia do nosso encontro, o arco-íris pincela sobre o painel azulado do céu com as suas aguarelas coloridas: nós existimos. E assim fica gravado. Milhares de gaivotas grasnam aos ventos, levando a nossa mensagem mútua: nós devemos ser respeitadas e os nossos direitos também reconhecidos!

24 Comments:

Blogger paidopedro said...

olá silencebox. mais um post arrancado das entranhas. é uma vergonha uma pessoa ter que lutar contra tanto preconceito, vindo de tantos lados, até dos teus "irmãos" surdos. e no fundo é tão simples respeitarmos as diferenças e a integridade de cada um. há esta necessidade odiosa de catalogar e tentar enfiar as pessoas em "caixinhas" rotuladas e estereotipadas...

um óptimo 2007. cheio de força para todas as lutas. beijinhos.

2:19 da tarde  
Blogger mãedopedro said...

Há um ano atrás fui a um seminário sobre a surdez, com surdos e ouvintes e o tema em questão foi a L.G.P.. Comunicamos uns com os outros em L.G.P. e em português oral. Numa das apresentações foi defendido por duas miúdas, uma surda e Educadora de infância e a outra ouvinte e especialista em linguística, a necessidade do domínio da L.G.P. por parte dos pais para comunicarem efectivamente com os seus filhos surdos.De seguida fiz uma intervenção e referí que sim, a L.G.P. é importante, no entanto outras formas de comunicação também o eram, como por exemplo a expressão facial, o contacto físico o amor, a oralidade. A verdade silencebox é que não fui compreendida por estas duas pessoas e na verdade o que elas entenderam é que eu como mãe não estava a esforçar-me por comunicar com o meu filho surdo utilizando a única língua que ele verdadeiramente poderia entender, ou seja a L.G.P.. Lembro-me ficar muito triste e apreensiva por ainda não dominar a L.G.P. duma forma correcta e o quanto difícil para mi o era conseguir.
Não era bem isto de que queria escrever, veio na sequência do teu post, desejo-te um Feliz Ano de 2007 e continua sempre a acreditar que o mais importante é efectivamente comunicar e se tens esse dom que é escreveres em língua portuguesa tão bem, aproveita-o e ensina-o a outros, surdos e não surdos. Um beijo

3:21 da manhã  
Blogger Caracolinha said...

Querida, beijos encaracolados naquilo que a vida tiver de melhor ...

Abraços e :), muitos !!!!

És uma pessoa muito especial ... :)

6:24 da tarde  
Blogger Teresinha said...

tou plenamente de acordo com "maedopedro" acho que deves aproveitar saberes o que sabes, aproveitar a vida apesar das dificuldades e ensinares os outros em ambas as linguas...

bom ano 2007

9:10 da tarde  
Anonymous @Memorex said...

Querida SilenceBox,

Não imaginas o quanto fiquei ao ler emocionada a verdadeira grandeza da tua escrita.
Escutando, relendo novamente cada frase lapidada daquele encontro muito especial e inesquecível do nosso silêncio ao entardecer.

Foi tão mágico, surreal nada mais do que senão a nossa pura veracidade, a verdadeira natureza de nós mesmas.

Coincidências, semelhanças e até sicronicidades. Por vezes não deixo escapar uma coisinha na mente, um facto curioso, talvez, provavelmente possuimos um certo equilibrio harmonioso como o Ying e o Yang: Norte e Sul, distante e próximo, igual e diferente mas todo o percurso quer dizer que os opostos estão unidos por um próposito!

Tudo que está separado, une-se. Até nas vivências e experiências situam-se numa verdadeira sinocricidade. Uma dança salpicada em nosso redor, o alinhamento impressionante da esfera dissimulada e muito mais do que essas meras palavras: uma verdadeira prova de que existimos, Surdas Profundas e Oralizadas, integradas no mundo dos Sons que cultiva-se também uma certa ingenuidade!

Um beijo terno e afectuoso, especiais para ti minha querida SilenceBox.

Somos a mais PURA VERACIDADE :)
Que venha daí as barreiras, nós juntas furaremos sem hesitões! Coragem e força de vontade não nos faltam, é alias o nosso secreto tão guardado :)

10:36 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Deixo um abraço forte e faço minhas as palavras de «paidopedro».

12:54 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Estava inquieta, deixei-te um recado. Escreves duma forma cintilante e as tuas fotos encantam. Deixo-te um abraço, agora que voltaste.

1:37 da manhã  
Blogger PALAVRAPUXAPALAVRA said...

Estou sempre a aprender e a enriquecer-me com os outros. Ainda bem que partilhas connosco o que vais vivendo.
Um beijo de ano novo.

9:41 da manhã  
Blogger Leonoretta said...

ola silence
comento aqui porque no fecho do blog nao tem por onde comentar.
ha dois anos na blogosfera tenho visto muitos blogs a começar e muitos a acabar.
sao os bons que vao embora. como o teu.
nao apagues o que escreveste silence. deixa-me ler-te de vez em quando as coisas que me disseste e eu desconhecia.

beijinhos da leonoreta

4:52 da tarde  
Blogger ≈♥ Nadir ♥≈ said...

é uma pena ver este blog fechar...
beijos e que sejas muito feliz

11:48 da manhã  
Blogger Isabel-F. said...

Querida Silence Box,

Já aqui não vinha há algum tempo ...
enterneceu-me esta história que aqui contas ...

tenho pena que acabes o blog ... quem sabe um dia voltas a partilhar as tuas vivências ...

entretanto irei dando notícias ...
seria impossivel esquecer-te...

felicidades e obrigada por tudo o que aprendi contigo ... OBRIGADA mesmo.

beijo grande e a minha amizade

5:46 da tarde  
Anonymous mezitas said...

Como não posso postar no seguinte, é aqui mesmo que fica o meu protesto. Fechar o blog? Não faças isso!

11:49 da tarde  
Blogger bettips said...

Como, sem sentir saudade da tua outra língua, feita de pedacitos de luz? Aparece, sim? Beijinho

4:12 da tarde  
Anonymous guevara said...

beijos.. vemos-nos por aí!

5:16 da tarde  
Blogger bettips said...

Hoje é quase Carnaval. Estás bem? Recomeçarás algum dia com essas tuas cores que me ajudavam a "ver" sons ...? Bjinho

11:12 da tarde  
Blogger Limopoca said...

olá. O meu nome é Joana Pereira e sou interprete de LGP... e gostava de te perguntar se conheces alguém que seja pintor ou artista plastico surdo. tenhop uma amiga que quer fazer uma tese sobre isso. Podes responder para o meu e-mail? Muito Obrigada.

8:21 da tarde  
Blogger Lumife said...

II ENCONTRO DE BLOGS EM ALVITO


AOS 21 DE ABRIL DE 2007


ESTAMOS ELABORANDO O PROGRAMA


MARQUE JÁ NA SUA AGENDA!


MAIS NOTÍCIAS MUITO EM BREVE.

3:47 da tarde  
Blogger Conchi said...

Hola silencebox:
Muchas gracias por dejar tu comentario en mi blog. Yo tampoco entiendo mucho Portugues pero entiendo más o menos lo que pones además de usar también un diccionario. Yo también leeré tranquilamente todos tus textos y ya me irás comentando si al final decides hacerte un implante. La verdad es que a los que hemos nacido sordos nos es más difícil la (re)habilitación pero al final merece la pena. Yo llevo con mi primer implante 11 años y un mes con el nuevo y, aunque no es fácil, no me arrepiento de haber tomado la decisión de bi-implantarme. Sin mis implantes no oiría nada y el silencio absoluto me da miedo.
Es un gran placer conocerte.
Seguiremos en contacto.
Beijinhos.
Conchi.

8:52 da tarde  
Blogger Clitie said...

Como vou estar fora na época das festas, venho deixar Votos de um Feliz Natal e um Bom ano Novo.

Convido-vos também a visitarem a nova Loja da Sasha Cores em www.sashacores.isgreat.org

Beijinhos

4:32 da tarde  
Anonymous Projeto Blogs como Ferramenta de Socialização e Inclusão de Portadores de Necessidades Especiais. (P said...

Olá!
Meu nome é Arnoldo Benkesntein.
Sou Bolsista de Iniciação Científica do CNPq e participo do grupo de pesquisa Projeto Blogs como Ferramenta de Socialização e Inclusão de Portadores de Necessidades Especiais. (PNE) , sob a orientação de Prof. Dra. Sandra Portella Montardo (Feevale) e Prof. Dra. Liliana Passerino (UFRGS).

Na atual fase do projeto, após a análise de blogs de familiares de autistas, estamos mapeando blogs que abordam assuntos relativos à deficiência auditiva. Devido à qualidade da informação observada no seu blog, incluímo-lo na nossa lista de sites pertinentes para o mapeamento.

Visando o melhor entendimento de como blogs como o seu podem efetivamente promover a inclusão social de PNEs, gostaria de solicitar-lhe o fornecimento de alguns dados:

Nome:

Você é portador de alguma necessidade especial relativa à deficiência auditiva?

Se sim, qual?

Sexo:

A simples resposta desses itens é muito importante para o sucesso de nossa pesquisa. A seguir, será enviado uma Termo de Consentimento, no caso de você concordar com que seu blog faça parte da nossa amostra.

Desde já agradeço sua atenção.

Arnoldo Benkenstein

4:08 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Blogs como Ferramenta de Socialização e Inclusão de Portadores de Necessidades Especiais. (PNE)


Meu nome é Arnoldo Benkesntein.
Sou Bolsista de Iniciação Científica do CNPq e participo do grupo de pesquisa Projeto Blogs como Ferramenta de Socialização e Inclusão de Portadores de Necessidades Especiais. (PNE), sob a orientação de Prof. Dra. Sandra Portella Montardo (Feevale) e Prof. Dra. Liliana Passerino (UFRGS).

Na atual fase do projeto, após a análise de blogs de familiares de autistas, estamos mapeando blogs que abordam assuntos relativos à deficiência auditiva. Devido à qualidade da informação observada no seu blog, incluímo-lo na nossa lista de sites pertinentes para o mapeamento.

Visando o melhor entendimento de como blogs como o seu podem efetivamente promover a inclusão social de PNEs, gostaria de solicitar-lhe o fornecimento de alguns dados que devem ser enviados para o e-mail sandramontardo@feevale.br:


Nome:

Você é portador de alguma necessidade especial relativa à deficiência auditiva?

Se sim, qual?

Sexo:

A simples resposta desses itens é muito importante para o sucesso de nossa pesquisa. A seguir, será enviado um Termo de Consentimento, no caso de você concordar com que seu blog faça parte da nossa amostra.

Desde já agradeço sua atenção.

Arnoldo Benkenstein.

4:01 da tarde  
Blogger maresia_mar said...

olá

perdi o teu rasto e confesso que gostava e te reencontrar.. a vida é um corre-corre constante e só hoje tive um tempo para visitar os meus antigos amigos bloguistas. espero que esteja tudo bem contigo. Bjhs

8:51 da tarde  
Blogger APC said...

Forte. Bonito. Um arco-íris!!! ;-)

Um abraço duplo: para ti e para a Memorex!*

5:19 da manhã  
Blogger reb said...

Descobri hoje este blog e fiquei fascinada com os textos.
Provavelmente não me irás ler, uma vez que fechaste o blog e iniciaste outro, onde só convidados podem escrever...

É tão bonito o que sai de dentro de ti, tão bem escrito, tão honesto que penso que deverias escrever um livro!
Um grande beijo e o desejo que a vida te esteja a correr pelo melhor!

9:33 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home